ÁREA DO ASSOCIADO:
COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS:
Assine nossa newsletter para receber novidades:
Área restrita para clientes:
Aqui você encontra:
Profissionais reconhecidos em várias áreas
Mais de 300 clientes muito satisfeitos ao redor do Brasil
Uma empresa sólida há 4 anos no mercado
Equipe multidisciplinar
Serviço e atendimento de qualidade
 
Valor do Cub para Agosto/2014  = R$ 1.411,72 Variação = 0,22%
 
Palestra aborda atuação do Ministério do Trabalho e Emprego

“A atuação do Ministério do Trabalho e Emprego” foi o tema da palestra promovida pelo Sindicato das Indústrias da Construção e de Artefatos de Concreto Armado do Oeste (Sinduscon), nesta semana, no Sesi em Chapecó. O evento contou com a presença do vice-presidente da entidade, Jean Carlo Baldi, empresários e profissionais das empresas do setor. A iniciativa também marcou o encerramento do Curso de Analista de Recursos Humanos, coordenado pelo administrador e especialista em Gestão de Pessoas, Vilmar Roque Pereira.

O objetivo, segundo o gerente regional do Ministério do Trabalho e Emprego,Valter Paulo Fuck, que conduziu a palestra foi apontar as diferenças entre Justiça do Trabalho, Ministério do Trabalho e Emprego e Ministério Público do Trabalho, esclarecer sobre fiscalização e, com isso, facilitar o acesso do público participante à informação.

Fuck explicou que a Justiça do Trabalho é o órgão do Poder Judiciário, que visa a solução judicial aos conflitos que surgirem na relação trabalhista entre empregado e empregador. Já, Ministério Público do Trabalho é um dos ramos do Ministério Público da União. Trata-se de um órgão independente e autônomo, ou seja, não está vinculado a nenhum dos três poderes (executivo, legislativo e judiciário). “Os procuradores do trabalho buscam dar proteção aos direitos fundamentais e sociais do cidadão diante de ilegalidades praticadas na área trabalhista. Seu papel é assegurar o cumprimento das leis, atuando em relação a direitos difusos, coletivos e conflitos massificados”, esclareceu. 

Com relação à atuação do Ministério Público do Trabalho e Emprego, o palestrante destacou que o órgão é pertencente à administração direta do Poder Executivo da União. Seus serviços incluem denúncia, denúncia corrupção, acompanhamento de processos, entre outros.

Entre os objetivos do Sinduscon estão proporcionar subsídios aos associados, promovendo palestras, cursos, orientações, bem como servir como elo entre as empresas associadas e os órgãos governamentais (MTE, MP, INSS... etc), tomando ações proativas e aproximando as organizações com estas entidades  para que seus processos sejam melhorados e desenvolvidos em conformidade com os preceitos legais. “O curso de Analista de Recursos Humanos é um exemplo disso, pois são estudados todos os aspectos que envolvem a relação entre o gestor e o colaborador na empresa, desde o recrutamento até o desligamento. Este ano, duas turmas foram formadas e, para 2014, estão previstas novas edições.  Além das promoções conjuntas planejadas para o próximo ano, serão realizados outros eventos de acordo com a necessidade", destacou Vilmar Roque Pereira, Assessor Administrativo do Sinduscon. 


 


 

Os desafios da construção civil

        O cenário de crescimento da construção civil demonstra que os desafios do setor  devem estar focados em investimentos na gestão da qualidade, inovação tecnológica, sustentabilidade, segurança, meio ambiente e qualificação profissional. Segundo dados do Ministério do Trabalho e Emprego, o setor emprega mais de 105 mil trabalhadores em seus 12.169 estabelecimentos catarinenses. Somente em 2012, foram contratados mais 3.250 trabalhadores, o que representou um acréscimo de 3,15% no contingente de mão de obra do início de janeiro ao fim de dezembro.

Em Chapecó – cidade polo do oeste – a instalação de projetos de diversas empresas dos segmentos da indústria, comércio, serviços e universidades também justifica o crescimento do setor e, consequentemente, a ampliação no número de vagas de trabalho. Somente nos 22 municípios da área de abrangência do Sinduscon, são aprovados 2.000 projetos por ano, que ocupam mais de 610 mil metros quadrados de área construída. Dados do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção e do Mobiliário de Chapecó (Siticom) apontam a existência de mais de 5.880 trabalhadores na construção civil no município.

Embora as expectativas de crescimento sejam positivas, existem alguns entraves que prejudicam o setor no município. Mesmo com o ingresso de mulheres nos canteiros de obras, ainda há falta de trabalhadores para atender a demanda no município. Além disso, constantemente surgem situações nas áreas trabalhistas, ambiental, de infraestrutura, entre outras, que atrapalham desenvolvimento da indústria da construção. 

O presidente do Sindicato da Indústria da Construção e de Artefatos de Concreto Armado do Oeste de Santa Catarina (Sinduscon/Oeste), José Brill Wolff, que também preside o Centro Empresarial de Chapecó (CEC), ressalta que juntamente com a classe empresarial, o sindicato está trabalhando constantemente na busca de soluções para os problemas que surgem e travam o desenvolvimento do setor. “Nos últimos meses, nos envolvemos em diversas mobilizações para defender o segmento nas áreas trabalhista, ambiental, normativa do aeroporto, nas discussões do plano diretor do município, entre outras”. 

Segundo Wolff, a Escola da Construção Civil do SENAI – uma reivindicação Sinduscon – inaugurada em 2012 pelo Sistema FIESC representou uma das maiores conquistas para incentivar a qualificação profissional e ampliar o número de trabalhadores em Chapecó em região. Com 296 metros quadrados, a estrutura oferece equipamentos modernos e tem capacidade de atendimento de cerca de 90 alunos por dia (30 por turno).

O presidente destaca, ainda, a importância do associativismo, da sustentabilidade das empresas e dos constantes investimentos da classe empresarial em saúde e segurança do trabalhador, bem como em gestão da qualidade.

Entre os maiores desafios do setor empresarial da construção civil neste ano, Wolff lembra a normatização federal sobre o uso do solo no entorno do aeroporto Serafin Enoss Bertaso. O decreto municipal, que entrou em vigor em novembro de 2012 como resultado de uma determinação da portaria da Aeronáutica nº 256 /GC5, de 13 de maio de 2011, suspendeu por tempo indeterminado as consultas prévias, análise, aprovação e emissão de alvarás de parcelamento do solo na unidade funcional de proteção do aeroporto e nas áreas localizadas no entorno do aeroporto. Dessa forma, no perímetro, foram inviabilizados projetos de altura superior a 30 metros e desnível superior a 60 metros em relação ao aeroporto. “Porém, produtiva articulação com poder público municipal resultou em solução satisfatória. Mais uma vez o diálogo mostrou-se o melhor caminho para a resolução de conflitos”, destaca Wolff.

O Sinduscon mantém especial relação de cooperação com a Fiesc, da qual faz parte do sistema federativo – e o sistema S, o Senai e Sesi, além do Instituto Euvaldo Lodi (IEL). Além de conquistar a Escola da Construção Civil do Senai junto ao sistema Fiesc, o  Sinduscon também participou e apoiou o Encontro do Empresário da Indústria, realizado pela federação neste ano. Entre os principais assuntos da pauta estiveram a reforma trabalhista, infraestrutura e ferrovia na região oeste, redução da carga horária, alteração das regras de seguro-desemprego, reforma tributária, reforma judiciária, reforma previdenciária, eleições a cada cinco anos, e limite máximo em 35% da folha de pagamento do setor público nos municípios.

Em 2013, a entidade também foi privilegiada com a aprovação do Sinduscon como novo associado da Câmara Brasileira da Construção Civil (CBIC). O sindicato também busca manter relacionamento transparente com todas as co-irmãs e demais entidades empresariais, com as associações e sindicatos laborais e profissionais para que todas as demandas sejam tratadas e equacionadas dentro da legalidade.

O presidente do Sinduscon explica que a articulação entre o empresariado e a administração pública municipal resultou na criação de uma alternativa legal e institucional para a situação que foi imposta pelo Comando da Aeronáutica. As propostas foram elaboradas por um grupo de trabalho, formado por empresários e técnicos da Prefeitura, para avaliar o desenvolvimento territorial da região do aeroporto – e todas elas foram acolhidas no Decreto 27.447, assinado pelo prefeito José Cláudio Caramori e lideranças setoriais, no início de 2013.

SINDUSCON/OESTE

    O Sindicato da Indústria da Construção e de Artefatos de Concreto Armado do Oeste (Sinduscon), fundado em 30 de setembro de 1987 em Chapecó, é uma das mais importantes entidades empresariais representativas da região. Com atuação em 22 municípios do Oeste de Santa Catarina, congrega empresas construtoras, incorporadoras e prestadoras de serviços de mão de obra, proporcionando diferenciais que as destacam no mercado. Além de uma diretoria atuante, a entidade conta com assessoria jurídica, assessoria de imprensa, um secretário executivo e uma secretária.
 

Encontro de RHs

Investimento em capital humano é essencial para o desenvolvimento de uma organização

Trabalhar em uma empresa organizada, que oferece bons benefícios, com uma gestão e ambiente organizacional de destaque no mercado são alguns  itens que representam o desejo da maioria dos trabalhadores. Mas o que muitos não se dão conta, é que quem faz um empreendimento crescer e se tornar uma boa empresa para se trabalhar, é o capital humano. Os profissionais de Recursos Humanos estão entre os que avaliam o comportamento e o desempenho da equipe, as necessidades das organizações e dos trabalhadores, e identificam profissionais com potenciais diferenciados.

Para que a gestão de RH seja eficiente, é fundamental que o profissional do setor esteja não somente comprometido com a empresa, como também preparado para atender as demandas da organização. Visando desenvolver os profissionais de RH do segmento industrial do oeste catarinense, o Sistema Fiesc/Senai, promoveu em parceria com o Sindicato da Indústria da Construção e de Artefatos de Concreto Armado do Oeste (SINDUSCON), o Sindicato da Indústria Madeireira e Moveleira do Vale do Uruguai (SIMOVALE) e o Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e do Material Elétrico de Chapecó (SIMEC) o Encontro de RHs 2013.

O evento, realizado nesta semana, no Hotel Bertaso em Chapecó, reuniu mais de 100 profissionais de RHs e contou com a presença do presidente do Sinduscon, José Brill Wolff, do presidente do Simovale, Osni Verona, do presidente do Simec, Dirceu Gasparin, da diretora do Senai em Chapecó, Ivânia Biazussi Thomas, além dos demais diretores de sindicatos e representantes da Fiesc.

O presidente do Sinduscon avaliou o encontro como produtivo para a atualização do conhecimento dos profissionais e empresários que prestigiaram o encontro. “Foi uma oportunidade para trocar experiências e discutir iniciativas para uma gestão de RH com mais qualidade e segurança”.

 Na visão do presidente do Simovale, o evento representou uma estratégia para fortalecer as práticas voltadas para as causas trabalhistas, treinamento, segurança no trabalho e motivação das equipes.

ATRAÇÃO E RETENÇÃO DE TALENTOS
A primeira palestra foi conduzida pelo psicólogo, professor e especialista na criação e implementação de modelos e soluções estratégicas na área de gestão do capital humano, Sidney Bohrer de Aguiar, que abordou o tema “Atração e retenção de talentos”. Ele instigou reflexões sobre o assunto, destacando que não basta ter talentos quando não se tem um bom gestor e ótimos operadores. “O que move um talento é a possibilidade de mudança da realidade, capacidade de realização, reconhecimento social e desafios inovadores”, afirmou.
Abordou o modelo de desenvolvimento de gestão e crescimento profissional, relatando que 70% da saída dos trabalhadores das organizações é motivada pelo modelo de gestão. Exemplificou que a percepção apenas do funcionário ruim é uma falha. “Perceber e valorizar o bom, é valorizar a empresa”.
Aguiar apresentou, ainda, alguns exemplos de estratégias para retenção, avaliou o cenário atual de mão de obra, da falta de qualificação profissional, entre outros assuntos.

O encontro também incluiu palestra sobre “A importância do RH para o ambiente do trabalho”, conduzida pelo juiz do trabalho, titular da 1ª vara da Justiça do Trabalho de Chapecó e juiz diretor do foro trabalhista de Chapecó, Carlos Frederico Fiorino Carneiro; mesa redonda “Afastamentos e auxílio doença”, com os representantes do INSS, Eduardo Augusto Bonamigo (gerente de Previdência Social de Chapecó) e Henrique Dias Fabrício (médico chefe da sessão da saúde do trabalhador da gerência executiva de Chapecó); além de debate sobre o papel estratégico dos RHs nas empresas, com as advogadas trabalhistas Rosane Machado Carneiro e Jamile Rachel Martinazzo. 



 
Dia 25 de julho em Chapecó
Empresários debatem a competitividade da indústria brasileira

Um momento dedicado especialmente para debater iniciativas que visam tornar a indústria brasileira mais competitiva. Assim pode ser definido o evento em comemoração do “Dia do Empresário da Indústria” que será realizado, no dia 25 de julho,  das 17 às 22 horas, no Lang Palace Hotel em Chapecó. A iniciativa é uma promoção da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (FIESC) e Confederação Nacional da Indústria (CNI), com apoio do Sindicato da Indústria da Construção e de Artefatos de Concreto Armado do Oeste (SINDUSCON), SINDIALIMENTOS, Sindicato das Indústrias Madeireiras e Moveleiras do Vale do Uruguai (Simovale), Sindicato das Indústrias de Olaria, Cerâmica para Construção, Mármore e Granito de Chapecó (CICEC), Sindicato da Construção Civil da AMAI (SICOMAI), Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e Material Elétrico de Chapecó (SIMEC), SIMMEX e o Sindicato da Indústria do Material Plástico e Artefatos de Borracha do Oeste Catarinense (SINDIPLASC).

A programação terá início às 17h30 com solenidade de abertura e prossegue com talkshow com os empresários Fernandes Andretta (sócio-administrador da empresa Perfiaço), Márcio Vaccaro (diretor-presidente da empresa Rafitec S/A Indústria e Comércio de Sacarias) e o presidente do Sinduscon/Oeste José Brill Wolff (sócio-proprietário da JBW Construções).

Às 19h10, haverá a palestra “A gestão tributária como forma de competir no mercado” conduzida pelo empresário Vicente Sevilha. Graduado em Ciências Contábeis pela Universidade de São Francisco, possui especialização em Criação de Negócios de Alto Crescimento pela Babson College, Boston, Massachusetts (EUA). É mestre em Gestão da Qualidade pela Pontifícia Universidad Católica Argentina, além de ministrar cursos nas áreas trabalhista e tributária. Também é autor do livro “Assim nasce uma empresa” (2010).

Na sequencia, às 20 horas, será realizada rodada de negócios com a FIESC, CIESC, SESI, SENAI, IEL e sindicatos patronais da Indústria.

Informações pelo e-mail [email protected] ou pelo telefone 33217460. 


 


 

Escola da Construção Civil oferece qualificação gratuita

 

Oferecer oportunidades de qualificação para jovens trabalhadores da construção civil e preparar mão de obra para o mercado de trabalho. Com este objetivo o SENAI Chapecó oferece, gratuitamente, por meio de convênio com o Sindicato da Indústria da Construção e de Artefatos de Concreto Armado do Oeste (Sinduscon) o curso de Aprendizagem Industrial em Oficial da Construção Civil. As inscrições podem ser feitas até o dia 7 de julho.

A capacitação é destinada a homens e mulheres (14 a 24 anos) que estejam cursando a 7ª série do ensino fundamental ou que tenham certificado de conclusão de ensino fundamental ou médio. Com duração de 400 horas, a iniciativa tem o apoio da Lei do Aprendiz.

 O presidente do Sinduscon, José Brill Wolff, salienta que o curso forma profissionais para atuar na construção de estruturas de alvenaria e na aplicação de revestimentos, pisos e contra-pisos sob a supervisão de um especialista. As atividades são realizadas em conformidade com as normas e procedimentos técnicos de qualidade, segurança, higiene, saúde e preservação ambiental.

 

Mais informações pelos telefones 49 3321-7300 (Senai Chapecó)

 
 

 
 
 
 

 

 
MEU CARRINHO
Você possui: 0 itens
Total no carrinho: R$ 0,00
ACESSOS:
* Visitas ao site desde 01.06.2012
NOTÍCIAS
Posse da nova diretoria
Reunião do sindicato
ENQUETE
 
ÁREA DO ASSOCIADO
Digite seu nome de usuário:
Digite sua senha:
ENTRAR NO SISTEMA
NEWSLETTER
Nome:
E-mail:
CADASTRAR-SE
FAÇA UMA BUSCA
Digite o que deseja procurar:
 
 

Assine nossa newsletter
Localização
Avenida Getúlio Dorneles Vargas, 870-N
Edifício Central Park 
Centro - Chapecó - SC
CEP: 89801-901 - Brasil
 
Contato
E-mail: [email protected]
Telefone: +55 49 3322-5958